Manutenção Preventiva

 

MANUTENÇÃO PREVENTIVA

PARA QUE SERVER ?
Fazer a manutenção preventiva do veículo é um custo adicional no balanço do mês, dá preguiça, pode significar um dia sem o carro e demanda tempo, entretanto, na ponta do lápis, a economia é significativa: basta multiplicar todos esses “fatores” por dez. Em valores, isso significa que deixar de gastar R$ 20, por exemplo, na troca de um filtro de combustível, pode significar um prejuízo de R$ 200, na troca da bomba de combustível, que queimou por falta da manutenção do sistema.

 

O QUE VOCÊ DEVE FAZER ?
O primeiro passo é conferir se a tabela de manutenção preventiva do Manual do Proprietário foi cumprida à risca. No material, o cliente encontrará os prazos e as quilometragens indicadas para as revisões dos itens que asseguram o bom funcionamento mecânico do automóvel, a economia de combustível e as condições adequadas de segurança.
Linha
Mesmo que o prazo para a revisão tenha sido excedido sem que o veículo tenha passado por uma verificação, o ideal é que o proprietário do automóvel confira os itens que devem ser vistoriados. Sistema de freios, direção, motorização, iluminação, refrigeração, ventilação, desgaste e pressão dos pneus, alinhamento e balanceamento das rodas são algumas das verificações a serem realizadas.
Linha
A Mecânica Almeida alerta também para algumas inspeções simples, que podem ser feitas pelo próprio proprietário, identificando possíveis anomalias entre o intervalo das revisões. Verificar, por exemplo, o nível do óleo antes de sair de casa é uma regra a ser seguida. Para isso, basta puxar a alça laranja do medidor de nível, que está localizada sob o capô.
Linha
Aconselha-se também inspecionar o nível de outros fluidos, como do arrefecimento, do lavador do pára-brisa, dos freios, da direção hidráulica e da transmissão automática, se o veículo contar com esse tipo de equipamento.
Linha
Verificar se todas as lâmpadas externas estão funcionando é fundamental para a segurança, especialmente em trajetos sob condições de visibilidade precárias, como neblina comumente encontrada nas serras. Por isso, faróis, lanternas, luzes de freio, sinalizadores de direção, de marcha ré e da placa de licença devem ser inspecionados.
Linha
Checar o bom funcionamento do ar-condicionado também deve ser feito, já que o sistema é a maneira mais eficiente de desembaçar os vidros, além de proporcionar conforto aos ocupantes nesta época do ano, quando as temperaturas estão mais elevadas.
Linha
Em trechos de serra, os pneus são mais exigidos em razão das constantes curvas, e precisam estar sempre calibrados. A uniformidade do desgaste também deve ser sempre conferida. Se houver algum tipo de irregularidade, elas podem indicar a necessidade de alinhamento do sistema de direção ou até mesmo a troca.
Linha
Outros pontos fundamentais que devem ser verificados são a acomodação das ferramentas e do triângulo de segurança no porta-malas do automóvel, a validade do extintor de incêndio e a calibragem do estepe.
manutencao-preventiva